A vila de Jericoacoara é famosa por possuir ventos fortes e constantes, ideal para a prática de kitesurf. A notícia já rodou o mundo e atualmente todo o Ceará atrai milhares de gringos e brasileiros para praticar este e outros esportes movidos pelo vento.

São diversas praias, lagoas e bocas de rios que permitem a prática de kitesurf e windsurf.

A melhor época vai de agosto a novembro pois os ventos são fortes, constantes e não chove. Dificilmente vai haver um dia sem possibilidade de velejar neste período. As condições são tão perfeitas que é comum encontrar ícones do kitesurf mundial na área. Em novembro estava rolando o Ceara Kite Pro 2018, campeonato mundial na modalidade strapless e tive a oportunidade de ver Mitu Monteiro, Matchu Lopes, Airton Cozzolino e outros velejando e competindo por lá.

O tamanho da pipa de kite necessária nesta época varia de 6m2 a 9m2 a depender do peso do kitesurfista. Para a minha faixa de peso (72kg), um kite 7m2 é ideal. Um kite 9m2 já fica grande demais e corre o risco de não ser possível velejar entre 12h e 14h da tarde, quando o vento aperta um pouco mais.

Nos outros meses do ano também é possível velejar, mas o vento é mais fraco e incerto. Entre fevereiro e julho existe o risco de pegar chuva.

Chegando na cidade, basta procurar uma das várias lojinhas de kite para se informar sobre os melhores locais para praticar kitesurf. Se não for possível entrar em um passeio junto a uma dessas lojas, não se preocupe. Basta conversar com qualquer bugueiro e combinar um traslado para qualquer outra praia próxima de Jeri.

Na praia da vila de Jeri também é possível velejar, mas devido à Duna do Pôr do Sol o vento fica um pouco rajado. Além do mais, o vento costuma ser levemente terral.

Alguns downwinds que valem a pena na região são:

  • Downwind Preá-Jeri
  • Downwind Barrinha-Jeri (passando pelo Preá)
  • Downwind Jeri-Tatajuba

Nos últimos anos Jeri mudou muito, principalmente após a construção do aeroporto em Jijoca (município onde Jeri se encontra). O número de turistas aumentou bastante e a prefeitura de Jijoca tratou de organizar as coisas por lá. Os transportes em 4×4 e bugues estão bem estruturados e tem até um bom posto de saúde na cidade.

Para quem não quiser estar em meio a tantos gringos e badalação, existem outras opções de praias menos conhecidas na região onde se pode velejar mais tranquilamente.

Um desses locais é Icaraizinho de Amontada, que fica aproximadamente na metade da distância entre Fortaleza e Jeri. O acesso mais fácil inclusive é via Fortaleza.

O vento em Icaraizinho é menos forte que Jeri e as condições de velejo são muito boas também. Existem alguns kite clubs na beira da praia onde é possível utilizar toda a estrutura para montar o kite e também tomar uma bela ducha de água doce entre uma sessão e outra de velejo. Recomendo o Mango Kite Club que fica dentro da Pousada Villa Mango. Excelente estrutura!

3 comentários em “Kite Trip CEARÁ

  1. Ótimo post com dicas, 3M!
    Já tentei velejar de kite em 4 oportunidades. Na última consegui velejar bem, a possibilidade de se movimentar sozinho sobre as águas é uma sensação irada demais.
    Um dia terei um kite pra mim e velejarei mais, quem sabe muito em breve!
    Um abraço.
    MD Elsewhere

    1. Ótima iniciativa, MD!! Os esportes que dependem da natureza são realmente demais. Vamos marcar uma kite trip em breve para aperfeiçoar esse velejo ai.
      Um abraço.
      3M \o/

Deixe uma resposta para stivanellodesign Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s